quinta-feira, 27 de maio de 2010

1. Compor uma música
2. Voltar a praticar Kung Fu (ou qualquer outra arte marcial de meu interesse)
3. Falar francês
4. Pintar meu cabelo de vermelho
5. Aprender a assobiar Bolero (de Ravel) completamente
6. Me formar como engenheira eletrônica (deus é +)
7. Assumir meus problemas emocionais e fazer terapia
8. Parar de fazer coisas malucas e estranhas que me fazem achar que tenho TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), como tocar com a mão em algum objeto e sentir a necessidade de continuar tocando até alguma força dentro de mim dizer que já é suficiente D:
9. Acampar e comer mashmallow ao redor de uma fogueira
10. Fazer um recital tocando flauta transversal (e/ou tocar em alguma orquestra rs)
11. Construir um robô
12. Aprender a dar um salto mortal (se eu conseguir dar estrelinha direito já tá valendo, ok? )
13. Montar uma banda de jazz/rock progressivo/chorinho/algum som experimental
14. Ler 1/3 dos livros que eu gostaria de ler
15. Desenvolver habilidades telecinéticas (sim, eu sempre quis ser a Jean Grey do X-Men)
16. Participar de um musical (ou pelo menos um flash mob, vai?)
17. Fazer trilha e tomar banho de cachoeira
18. Viajar pra Paris na primavera
19. Entrar num taxi e exclamar pro taxista, enquanto aponto pra frente: "siga aquele carro!"
20. Esquiar
21. Arrumar um namorado que dure mais de 4 meses (tá difícil, hein?)
22. Acordar todo dia antes das 10h
23. Comprar um telescópio (e fazer observações fora da minha casa, óbvio)
24. Aprender a cozinhar (viver só de pipoca, brigadeiro e ovo frito não dá, ne?)
25. Assistir toda a filmografia do Woody Allen
26. Transar com um completo desconhecido e depois, enquanto fumo um cigarro, perguntar: "foi bom pra você?" (ok, a parte do cigarro foi só pra dar um glamour, mas eu dispenso rs)
27. Aprender a gostar de verduras e saladas
28. Zerar Tetris (rsssssssss)
29. Fazer uma pintura cubista
30. Realmente entender a Teoria da Relatividade.


Nota: Inspirado no blog Inexplicable

7 comentários:

Traga a vasilha disse...

TCHAU, LUCK, TCHAU! TCHAU, LUCK, TCHAU!

justwrappedupinbooks disse...

Tá, eu realmente vou acabar fazendo uma lista dessas pra mim mais cedo ou mais tarde.

(ok pra telecinésia, mas namoros longos não existem só nos quadrinhos?)

Ah, line! disse...

HAHAHA
Aposto que sua lista ia ser bem nerd.

(Pois é, estou começando a acreditar nisso!)

Myballs, PhD disse...

O ponto 6 é formalmente possível. Depois que EU me formei em eletrônica, fato que certamente é suficiente pra qq pessoal com juízo perder tanta fé na noção de mérito acadêmico, qq um é capaz de se formar hahaha.

Po, e o pto 11 pode estar perto de ser realizado... Vc é de recife, né? Se for estudante da federal, é possível que sua turma pegue o projeto de um robô na disciplina eletrônica 3 com Edval...

Então, riscaí dois #s da tua checklist.

inexplicableblog disse...

'Entrar num taxi e exclamar pro taxista, enquanto aponto pra frente: "siga aquele carro!"'

haha. Boa, garota! Eu sempre pensei a mesma coisa.. Ah, também pensei em usar "Eu tenho um spray de pimenta"
Mas agora escrevendo isso eu me dei conta de que posso usar essa frase mesmo sendo mentira. Vou lembrar disso na proxima vez que pedirem a minha bolsa.

Porra, construir um robô? Tipo esses que limpam a casa? rs

Tony disse...

Essas listas são inspiradoras, heheheh... também bate a vontade de fazer, ainda que já tenha feito o meu "daqui até os 30" de uma outra maneira, bem mais extensa [e complexa, :P].

do post anterior, sobre felicidade: acredito que seja uma condição, não um estado [ao inverso da alegria]. Somos felizes ou não, sem meio termo.

Se somos, assim seremos com aquilo que temos. Buscaremos mais? Sim, pq é da nossa natureza a inquietude, o "algo mais"; Jamais acharemos o fim do mundo não ter chego onde queríamos, pq no caminho veio conosco algum aprendizado. e com esse aprendizado, refinamos essa tal felicidade. O ciclo é sempre positivo. Sofremos, choramos, ficamos tristes? Indiscutivelmente. Mas algo ou alguém sempre nos mostram, direta ou indiretamente, que a vida é mais.

Se não somos, não importa o que temos, o que não temos... vamos sempre transferir para algo ou para alguém a responsabilidade por nossa felicidade. Procuramos incessantemente [ainda é da nossa natureza inquieta], mas nada satisfará por completo, serão sempre efemeridades. Sempre existirá um culpado. Sempre teremos um dedo em riste. E podemos até nos olhar no espelho, mas enxergamos muito pouco, ou nada, ali.

outra coisa q falta para todos [em maior ou menor grau] é equilibrio: a gente vive muito querendo e pensando as coisas como 8 ou 80. Viver é 40, apenas as condições que carregamos conosco na vida é que não devem ser.

ótimo findes!

Homeless disse...

ptz! tu vais ficar assobiando durante 14 minutos?! haja fôlego! xD
e outra... vai perder a graça... o legal é a cor musical =D

Postar um comentário

 

Copyright 2010 Delírios Céticos.

Theme by WordpressCenter.com.
Blogger Template by Beta Templates.